Toyota viu o lucro crescer 3% em 2018 graças ao programa de controlo de custos

By on 9 Maio, 2019

O lucro operacional da Toyota cresceu 2,8% no final do ano fiscal que terminou em março, graças ao aumento das vendas, controlo de custos mais apertado e redução sensível dos incentivos no mercado norte americano.

Contas feitas, o lucro operacional subiu 2,4 triliões de ienes (19,4 mil milhões de euros), com o lucro líquido após impostos e juros a cair 25% para 1,88 triliões de ienes (17,8 mil milhões de euros).

O resultado líquido ficou afetado por perdas experimentadas em títulos patrimoniais, depois de o exercício anterior ter sido inflacionado artificialmente com um ganho extraordinário no imposto de renda dos EUA.

Já a receita total aumento 2,9% para robustos 30,23 triliões de ienes, qualquer coisa como 243,6 mil milhões de euros. As vendas mundiais cresceram 0,1 por cento para 8,98 milhões de unidades.

Na cerimónia de demonstração de resultados, o vice-presidente executivo da Toyota, Koji Kobayashi, referiu que os menores incentivos oferecidos no maior mercado da casa japonesa, os Estados Unidos da América. Outra razão para os bons resultados está no foco em veículos mais rentáveis, como os comerciais ligeiros e médios, e na renovação de produtos onde vale a pena investir.

O lucro operacional nos EUA aumentou 8,3% para 1,3 mil milhões de dólares, com o volume de vendas a contrair 2,2 por cento para 2,75 milhões de unidades. Sendo, também, o direitor financeiro da Toyota, Kobayashi lembra que o lucro operacional fica nos 2%, o que está muito abaixo dos 8% exigidos pela marca no mercado norte americano. E este responsável da Toyota pensa que a marca não vai conseguir esse objetivo no ano fiscal que vai terminar em março de 2021.

Por essa razão e pelas contrariedades que continua a existir no mercado mundial, a Toyota vai incrementar o controlo de incentivos, melhorar a oferta de produto e incrementar a eficiência na produção.

Na Europa, as vendas cresceram 2,7% para 994 mil unidades, com o lucro operacional a subir para 120 mil milhões de ienes (pouco menos de mil milhões de euros), um crescimento superior a 47%.

A Toyota, citando a mudança de processo de contabilidade para lidar com a depreciação das taxas e os esforços do processo de controlo de custos, prevê que no ano fiscal de 2019 (que termina em março de 2020) o lucro líquido aumente 19.5%, com o lucro operacional a avançar 3,3%. O volume de vendas aumentará 0,3% para 9 milhões de unidades, com as vendas nos EUA a recuarem 1,6% para 2,7 milhões de unidades, ao passo que na Europa, o crescimento será de 3,6% para 1,06 milhões de unidades. Contas feitas, as vendas totais de veículos da Toyota deverão subir 1,3% para 10,74 milhões de unidades.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)