Tudo o que se sabe sobre o novo Mercedes-Benz Classe G

By on 19 Janeiro, 2018

O novo Mercedes-Benz Classe G apresenta-se em excelente forma. Seja no asfalto ou em trilhos, e independentemente das condições climatéricas, o veículo de todo-o-terreno impressiona pelo seu desempenho, os seus inovadores sistemas de assistência, estabilidade excecional e segurança. Ao mesmo tempo, a nova suspensão, os modos de condução DYNAMIC SELECT, o “G-Mode” e os três bloqueios de diferencial a 100% reforçam não só o conforto de condução mas também a agilidade do modelo – em qualquer tipo de superfície.

Reinterpretado para os tempos atuais

O Classe G, o veículo todo-o-terreno de luxo da Mercedes-Benz, é considerado desde há muito tempo um ícone de design. A sua aparência externa não sofreu mudanças significativas desde 1979. Atualmente como no passado, os icónicos elementos continuam a servir fins extremamente específicos e a proporcionar ao Classe G a sua aparência única. Todas estas características continuam a ser encontradas no novo Classe G: os distintivos manípulos das portas e o som característico do fecho das mesmas, os robustos frisos de proteção exterior, a roda sobressalente armazenada na porta traseira e as salientes luzes de mudança de direção. São características extraordinárias como estas que, quando combinadas com as linhas angulares, definem o seu visual especial.

O aperfeiçoado design do Classe G segue a filosofia Pureza Sensual e ao mesmo tempo permanece fiel ao carácter do original. Como resultado, as dobradiças das portas posicionadas no lado exterior e o capot montado à superfície, são características que continuam a ser implementadas também na nova geração. Com a última atualização, o ícone do todo-o-terreno – que foi continuamente aperfeiçoado a nível tecnológico ao longo de décadas mas que a nível visual praticamente não foi alterado – entra numa nova era – a nível tecnológico e dimensional. O novo Classe G é 53 mm mais comprido e 121 mm mais largo e portanto caracteriza-se com uma maior presença tanto em estrada como em todo-o-terreno.

Mais do que nunca, o novo Classe G aparenta ser construído numa única peça. Todas as superfícies apresentam um design mais alongado e tenso, enquanto as superfícies evidenciam um nível de qualidade ainda maior. Isto resulta em folgas reduzidas e mais rigorosas entre painéis e em transições mais harmoniosas. Além disso, as cavas das rodas e os para-choques formam uma parte mais integral da carroçaria, marcando agora um elemento único.

Ícone autêntico

Enquanto o exterior mantém o icónico visual clássico, o interior do Classe G sofreu uma remodelação com um design fundamentalmente moderno, que reinterpreta os genes deste veículo clássico para refletir o exterior. Com o seu carácter de todo-o-terreno e os elementos luxuosos de elevada qualidade, o Classe G sempre combinou dois extremos numa simbiose harmoniosa. Inconfundível ao primeiro olhar e logo desde o primeiro contacto, só são utilizados materiais de elevada qualidade. Todos os detalhes são acabados à mão com a máxima atenção ao detalhe.

No interior, o Classe G revela que várias características de design do exterior foram transportadas para o interior. Por exemplo, a forma dos faróis redondos que é refletida nas saídas de ventilação de ar em ambos os lados. Ou o design das icónicas luzes de mudança de direção que é novamente encontrado na geometria dos altifalantes. As características do Classe G incluem a pega de apoio em frente à porta do passageiro dianteiro e os interruptores com revestimento cromado para os três bloqueios dos diferenciais. Ambos foram meticulosamente otimizados e mantidos como características marcantes.

Mercedes-Benz Classe G

O painel de instrumentos, claramente organizado e totalmente redesenhado, inclui de série os clássicos instrumentos analógicos tubulares. Por outras palavras, os admiradores dos clássicos instrumentos redondos não ficarão desiludidos com o novo Classe G. Tal como nos novos Classe E e Classe S, estão disponíveis como opção, um painel de instrumentos na forma de ecrã de grandes dimensões, que apresenta instrumentos virtuais no campo de visão direto do condutor, e um ecrã central acima da consola central. Neste caso, dois ecrãs de 12.3 polegadas combinam visualmente para formar um ecrã largo no tablier atrás de um revestimento partilhado em vidro. Os condutores poderão escolher entre três diferentes painéis de instrumentos – “Classic”, “Sport” e “Progressive” – e selecionar também a informação relevante apresentada de acordo com as suas necessidades individuais.

Graças aos impulsos táteis e aos sinais sonoros dos altifalantes, os condutores podem utilizar o touchpad com o painel de controlo na consola central sem desviar a sua atenção da estrada. Para realizar tarefas frequentes, as opções de seleção de menus e funções são complementadas por teclas de atalho em frente ao painel de controlo, enquanto para aceder aos sistemas de assistência à condução, está disponível um painel de controlo opcional acima do interruptor rotativo dos faróis. A posição de condução está próxima do para-brisas e permite ao condutor desfrutar de uma boa visibilidade panorâmica ao volante.

Mais espaço

As dimensões revistas do agora ampliado Classe G, não só beneficiam o condutor e o passageiro dianteiro, mas também os passageiros do banco traseiro. Resumo dos dados principais:

Dimensões interiores

Todo-o-terreno: a lenda que se supera a si própria

Os bancos traseiros podem ser rebatidos na proporção de 60%, 40% ou 100%. Os bancos no Classe G estão equipados de série com várias funções de conforto que juntamente com a sua geometria ergonómica fornecem um melhor conforto e apoio lateral. As características incluem a função de memória da posição do banco do condutor, aquecimento dos bancos dianteiros e traseiros, assim como apoios de cabeça de luxo nos bancos dianteiros. Este conforto de condução pode ser opcionalmente aperfeiçoado com o Pack Active Multicontour Seat. Além disso dos especiais bancos multicontorno, este pack inclui características como a vasta gama de funções de massagem, controlo da climatização e aquecimento rápido dos bancos. Esta versão também disponibiliza regulação elétrica dos apoios lombares nos bancos do condutor e do passageiro dianteiro. As secções laterais das almofadas dos encostos dos bancos Active Multicontour integram câmaras de ar que enchem ou esvaziam continuamente em função da dinâmica de condução, proporcionando desta forma o melhor apoio às posições do condutor e do passageiro dianteiro e, por exemplo, fornecendo um maior apoio lateral durante a realização de curvas. Os bancos dianteiros do Pack Active Multicontour Seat são recomendados por especialistas da organização Alemã para a saúde da coluna vertebral “Aktion Gesunder Rücken e.V.”.

O objetivo principal do desenvolvimento do modelo consistiu em redefinir a qualidade do comportamento de condução tanto em estrada como fora de estrada. Este objetivo foi atingido: fora de estrada, o novo Classe G apresenta um desempenho ainda melhor, enquanto em estrada é significativamente mais ágil, dinâmico e confortável do que o seu antecessor. Desta forma, o Classe G mantém-se fiel aos seus genes – graças ao chassis de longarinas, aos três bloqueios de diferencial a 100% e à caixa de redutoras LOW RANGE para a condução fora de estrada.

A nova suspensão foi concebida com a colaboração entre a Mercedes-Benz G GmbH e a Mercedes-AMG GmbH. O resultado é uma suspensão independente no eixo dianteiro de duplo triângulo em combinação com um eixo rígido traseiro. Como parte do trabalho de ambas as empresas, os engenheiros tiveram a tarefa de ganhar todos os milímetros, pois a capacidade de utilização fora de estrada também é revelada pela máxima altura ao solo. A elevação dos eixos contribuiu significativamente para esta característica, sendo desta forma necessária a instalação de um suporte da torre da suspensão no compartimento do motor para alcançar os objetivos de robustez.

Os componentes do eixo dianteiro de duplo triângulo estão diretamente montados no chassis sem uma subestrutura. Os pontos de aplicação do triângulo inferior da suspensão no chassis na direção Z estão posicionados à máxima altura possível. Esta configuração assegura um bom comportamento do modelo fora de estrada. Especificamente para o Classe G, a nova suspensão dianteira foi concebida com um nível de robustez de tal forma elevada, que o desempenho e a capacidade fora de estrada do seu antecessor foram mantidos e até de certa forma superadas.

Equipado desta forma e com uma altura ao solo de 270 mm medida no diferencial do eixo dianteiro, o Classe G fornece um grande potencial para a máxima firmeza e prazer de condução fora de estrada. Os valores falam por si:

  • Gradiente máximo de subida de até 100% em superfícies adequadas
  • Altura ao solo entre os eixos aumentada em 6 mm para os 24.1 cm
  • A altura máxima de passagem a vau é agora de 70 cm, mais 10 cm do que o seu antecessor
  • Estabilidade em ângulos de inclinação de 35°, mais 7°
  • Ângulo de saída: 30°, ângulo de aproximação: 31°, mais 1°
  • Ângulo ventral: 26°, mais 1°

Graças à suspensão independente dianteira, foi possível melhorar a rigidez da secção dianteira da carroçaria. Uma barra de reforço das torres da suspensão, conhecida como barra anti aproximação, liga agora as torres da suspensão dianteira e permite aumentar a rigidez torsional do chassis em escada.

Na traseira, contrariamente ao seu antecessor, o novo eixo rígido é controlado por quatro barras em cada lado e uma barra Panhard. Isto torna a condução normal em estrada ainda mais confortável. Fora de estrada, o curso de ressalto de 82 mm e o curso de retorno de 142 mm da mola traseira, mais a altura ao solo de 241 mm medida no diferencial do eixo traseiro, ajudam a assegurar uma condução segura mesmo em situações extremas.

À la carte: “Comfort”, “Sport”, “Individual” ou “Eco”

O DYNAMIC SELECT equipado no Classe G está agora disponível com até cinco modos de condução. Este sistema permite ajustar as características do veículo em apenas alguns segundos com o simples pressionar de um botão, pois o sistema modifica as características de funcionamento do motor, da caixa de velocidades, da suspensão, da direção e dos sistemas de assistência a pedido do condutor. Os quatro programas “Comfort”, “Sport”, “Eco” e “Individual” podem implementados confortavelmente através do interruptor de seleção do DYNAMIC SELECT. Por exemplo, no modo “ECO”, o sistema adapta as características para um estilo de condução de baixo consumo. Por outro lado, no modo “Sport”, os pontos de passagem de mudanças da caixa de velocidades automática, a resposta do motor às solicitações no pedal do acelerador e os parâmetros da direção elétrica e da borboleta de escape são modificados. O modo “Individual” permite aos condutores configurarem as suas próprias definições preferidas do veículo.

O DYNAMIC SELECT fornece várias opções em combinação com a nova suspensão com o opcional Adaptive Damping System. O condutor poderá então modificar as características de amortecimento do veículo nos modos Sport e Comfort utilizando o interruptor de seleção do DYNAMIC SELECT.

Em suma, o Classe G deteta a condição da estrada em análise e define as características de amortecimento adequadas por forma a que, por exemplo, o amortecimento durante a condução fora de estrada tenha uma configuração rígida. Por outro lado, no modo Sport, o Classe G evidencia uma resposta mais ágil durante a condução em estrada.

Novo “G-Mode” prepara o veículo onde não existe caminho

Um dos pré-requisitos para a melhoria das características de comportamento fora de estrada é o novo “G-Mode”. O Classe G passa para o modo “G” independentemente do modo de condução selecionado, assim que um dos três bloqueios de diferencial tiver sido ativado ou quando a caixa de redutoras LOW RANGE tiver sido engrenada.

Mercedes-Benz Classe G

Este modo para condução fora de estrada adapta o amortecimento ajustável do chassis, a direção e a característica do acelerador, evitando passagens de caixa desnecessárias e assegurando desta forma o ótimo controlo e a máxima capacidade de condução fora de estrada. No painel de instrumentos é ligada discretamente uma luz indicadora com o ícone “G”. O “G” devora os exigentes terrenos com tão extrema facilidade que o condutor poderá desfrutar das manobras perfeitas nos terrenos mais íngremes e receber uma excelente resposta sobre a capacidade de aderência da superfície.

Em estrada: ágil, confortável, superior

As características do Classe G não só incluem solidez e superioridade fora de estrada, mas também uma maior dinâmica de condução e conforto em estrada pavimentada. Graças ao novo design do eixo dianteiro, o desempenho em estrada do Classe G foi ao mesmo tempo reforçado. Em estrada, o “G” é tão ágil como confortável e permite ao condutor sentir ainda mais a direção. O Classe G mantém a sua trajetória de forma ainda mais sólida e entretanto é ágil e dedicado fora de estrada.

Mercedes-Benz Classe G

Utilizando um protótipo digital, os engenheiros de desenvolvimento simularam o ciclo de vida dos componentes individuais e dos sistemas fechados para determinar onde seria possível utilizar materiais mais leves. A dieta funcionou pois o Classe G viu o seu peso reduzir em cerca de 170 kg. A receita para o sucesso: uma nova combinação de materiais que inclui aços de elevada resistência e de resistência ultraelevada e o alumínio, assim como os aperfeiçoados processos de produção na fábrica de Magna Steyr na Áustria. A carroçaria rígida é agora construída com recurso a uma variedade de aços, enquanto os guarda-lamas, o capot e as portas são construídos em alumínio.

Por forma a manter as dobradiças e os manípulos das portas com uma configuração igual à dos anteriores modelos Classe G, os engenheiros de desenvolvimento modificaram estes componentes para se adequarem ao novo design em alumínio. Os pilares A e B são construídos em aço de elevada resistência devido às suas funções de suporte de carga. Contudo, o menor peso de nenhuma forma se traduz em menor estabilidade – pelo contrário, foi possível aumentar a rigidez torsional do chassis, da carroçaria e dos apoios da carroçaria em cerca de 55%, de 6537 para 10,162 Nm/º. Além das melhorias da dinâmica e do conforto durante a condução normal, isto também resulta numa maior qualidade no que diz respeito, entre outros, aos níveis de ruído. Desta forma, o ruído e as vibrações durante a condução são sentidos a um nível bastante inferior no interior do veículo.

Potente e eficiente

No novo G 500 (consumo de combustível em ciclo combinado: 11.1 l/100 km; emissões de CO2 em ciclo combinado: 263 g/km) um motor V8 de 4.0 litros a gasolina, de elevadas prestações, assegura uma propulsão poderosa. O novo biturbo produz uma potência de 310 kW (422 CV) e um binário máximo de 610 Nm entre as 2000 e as 4750 rpm.

Nova caixa de velocidades automática a bordo

Para a transferência de potência, a caixa de velocidades automática 9G TRONIC com conversor de binário foi especificamente adaptada para satisfazer as necessidades do icónico todo-o-terreno. Os engenheiros de desenvolvimento conseguiram reduzir os tempos de engrenamento e de resposta da caixa de 9 velocidades através de uma aplicação de software específica. A elevada relação de transmissão não só torna a condução mais silenciosa e confortável especialmente a baixa rotação do motor, como também contribui para a redução do consumo de combustível.

Tão direta quanto possível, tão indireta quando necessário

O Classe G está agora equipado de série com uma direção eletromecânica de pinhão e cremalheira e portanto permite agora a implementação de sistemas de assistência à condução como o Parking Assist. Além disso, a direção eletromecânica consome menos energia do que um sistema de direção hidráulica. Em função do modo de condução, é implementado um dos três programas de características da direção, designadamente Comfort, Sport e Off-road. Isto permite sentir uma direção confortável ou desportiva e também uma resposta direta e precisa em estradas não pavimentadas e em terrenos exigentes – sempre associada a uma suficiente assistência à direção. Em suma: tão direta quanto possível, tão indireta quando necessário.

Mais forte que o tempo

O Classe G é o top model entre os veículos todo-o-terreno de luxo. Além de ser claramente o modelo ligeiro de passageiros com o maior ciclo de produção na história da Mercedes-Benz, é também o ancestral de todos os SUVs que ostentam a estrela de três pontas – é por esta razão que todos os modelos todo-o-terreno da Mercedes incluem no seu nome a letra maiúscula G.

Aquilo que foi iniciado em 1972 com um acordo de cooperação entre a então Daimler-Benz AG e a Steyr-Daimler-Puch na cidade Austríaca de Graz, é agora uma história recheada de adjetivos superlativos e marcos históricos. O primeiro conceito desenvolvido já era diferente. Os engenheiros projetaram um veículo que impressionou com uma superior capacidade de todo-o-terreno, que ao mesmo tempo seduzia os clientes como um veículo completo e seguro, adequado para fins recreativos. O sistema de tração integral e os bloqueios de diferencial a 100% também têm acompanhado o Classe G desde o início, tal como o robusto chassis em escada.

Na altura do seu lançamento de mercado na primavera de 1979, o modelo estava disponível com uma seleção de quatro versões de motor, com potências desde 53 kW/72 CV a 115 kW/156 CV. Os clientes podiam optar por uma versão Cabriolet com curta distância entre-eixos ou pelas versões Station Wagon com curta ou longa distância entre-eixos. Em 1989, os veículos da série de modelo 463 marcaram o início de um processo evolutivo para o Classe G que não abrangia apenas o aperfeiçoamento tecnológico. Tratava-se de uma evolução que também trouxe uma base de admiradores constantemente em crescimento e que destacou o seu carácter de veículo exclusivo para qualquer ocasião. Em 1993, o modelo recebeu o nome oficial que é utilizado até à atualidade: o Classe G.

Mercedes-Benz Classe G 1979

Os modelos Classe G utilizados para o “Papamóvel” são conhecidos em todo o mundo. O todo-o-terreno Mercedes-Benz 230 G pintado em madrepérola e com uma carroçaria especial transparente, acompanhou o Papa João Paulo II em inúmeras viagens desde 1980.

O 25º aniversário do Classe G foi marcado pela chegada ao mercado de um modelo muito especial, desenvolvido pela Mercedes-AMG: o G 55 AMG Kompressor. O seu motor de oito cilindros (350 kW/476 CV, 700 Nm de binário) deu ao robusto todo-o-terreno um nível inédito de prestações e demonstrou o tremendo potencial do Classe G.

O G 500 4×4² de 2015 não só acrescentou um interior luxoso à equação, mas também uma altura ao solo de 45 centímetros e um impressionante desempenho em estrada. Desde 2015, a gama do fabricante designo tem sido disponibilizada como opção para os clientes individualizarem os seus Classe G – com versões de equipamento exclusivo perfeitamente coordenadas entre si.

Graças ao Mercedes-Maybach G 650 Landaulet, o icónico Classe G reinventou-se mais uma vez em 2017. Com um poderoso motor V12 (consumo de combustível em ciclo combinado: 17.0 l/100 km, emissões de CO2 em ciclo combinado: 397 g/km), eixos pórticos, capota elétrica e equipamento exclusivo no compartimento traseiro, este veículo especial de todo-o-terreno, que está limitado a 99 unidades, cumpre as expetativas dos clientes que procuram os mais elevados padrões de qualidade nos seus veículos. Provavelmente a forma mais exclusiva de desfrutar o prazer de uma condução com a capota aberta.

O verão de 2017 testemunhou a saída do Classe G número 300,000 da linha de montagem de Graz – um Mercedes-Benz G 500 em azul metalizado Mauritius designo com bancos em pele preta e pespontos contrastantes em branco (consumo de combustível em ciclo combinado: 12.3 l/100 km; emissões de CO2 em ciclo combinado: 289 g/km). Equipado com uma vasta gama de características de todo-o-terreno, incluindo pneus todo-o-terreno montados em jantes pretas de 16 polegadas e robustas barras longitudinais do tejadilho, o veículo de aniversário embarcou este verão em novas aventuras. Os admiradores do Classe G em todo o mundo determinaram as especificações do veículo através da votação nos seus equipamentos e elementos preferidos na página oficial do Classe G no Facebook. Também poderá acompanhar as futuras viagens em estrada do Classe G número 300,000 nas redes sociais.

Deixe um comentário

Please Login to comment