Vão ser retomadas as visitas à histórica fábrica da Lotus em Hethel, no Reino Unido

By on 31 Março, 2022

Depois de uma enorme restruturação e de um período de pandemia, as visitas à histórica fábrica da Lotus Cars em Hethel vão ser retomadas.

Era algo que os fãs da marca e do mundo automóvel em geral já desejavam há muito tempo. As visitas à fábrica de Hethel vão mesmo regressar. Trata-se de um momento muito especial, uma vez que é uma fábrica com quase seis décadas de história e que já assistiu a muitos momentos importantes.

A sua mais recente remodelação, com o objetivo de receber a produção do Evija e do Emira custou cerca de 100 milhões de libras e tem estado a ser efetuada desde novembro de 2017. Mas agora que tudo está concluído e que modelo como o Elise, o Exige e o Evora já passaram para a área mais histórica da marca inglesa, chega finalmente o momento certo de voltar a limpar os cantos à casa e começar a receber visitas.

Tal como é referido por Simon Lane, o responsável pelo Lotus Advanced Performance, “as visitas à fábrica de Hethel fizeram parte da história da marca e foram extremamente populares. Durante a remodelação, recebemos e-mails e telefonemas todas as semanas com pessoas a perguntar sobre as visitas, mas, com todo o trabalho de desenvolvimento na fábrica, não fazia muito sentido receber visitantes. Mas agora, e com o Emira já em produção, tenho finalmente o prazer de anunciar que este é o momento certo para regressarem as visitas à fábrica”.

Para participar numa destas visitas não basta aparecer na fábrica e entrar. Tudo tem de ser marcado primeiro no site da marca, na área específica para este tema e escolher o dia desejado para se apresentar em Hethel. Os visitantes serão reunidos em dois grupos diários com o máximo de oito pessoas, para uma visita que durará cerca de duas horas.

Em termos de preços, o valor ronda as 95 libras por pessoa, mais 45 libras se desejar incluir o módulo Heritage a este Tour, que inclui a visita à Classic Team Lotus, gerida por Clive Chapman, o filho de Colin Chapman, o fundador da Lotus e onde estão guardados diversos dos modelos mais históricos da marca.

A visita inclui a descrição de todas alterações efetuadas nesta última restruturação, mas as zonas de produção mais antigas e até a pista de testes por onde já passaram alguns dos pilotos mais históricos da marca inglesa como Jim Clark, Mario Andretti, Emerson Fittipaldi ou Ayrton Senna.

A idade mínima dos visitantes é de dez anos e todos os menores terão de ser acompanhados por um adulto e não serão permitidas quaisquer fotografias. Para compensar, todos os visitantes recebem um pin da marca e uma fita de pescoço específica.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)