Vendas na Europa caíram 76% em abril devido à pandemia de Covid-19

By on 19 Maio, 2020

É o recorde mais triste para o mercado europeu: uma queda de 76% das vendas face a igual período de 2019, a maior desde que há registos.

Se o mês de março já tinha assumido perdas de 55%, o mês de abril, como se esperava, foi dramático com um recuo de 76%. Ou seja, em abril, foram vendidos na Europa 270.682 unidades, quando em igual mês de 2019, foram entregues 1.143.046 veículos!

Os números foram publicados pela ACEA, a associação dos construtores europeus de automóveis e permitem perceber a dimensão da crise provocada pelo SARS Cov-2 e pela pandemia de Covid-19.   

A tendência de 2020 era negativa, pois em janeiro o mercado recuou 7,5% e em fevereiro 7,4%. No acumulado, o mercado europeu perdeu 38,5% face a igual período de 2019. Os mercados mais duramente atingidos foram Itália com recuo de 97.6% e Espanha com perda de 96.5%. Na Alemanha, a perda foi de 61,1% e em França chegou aos 88,8%. Em Portugal, recordamos, perdeu 87% das vendas caindo de 21.121 unidade em abril de 2019 para 2.749 veículos em abril de 2020. No Reino Unido, a queda foi de 97.3%, ou seja, em todo o território foram vendidos 4.321 carros. 

Se juntarmos a União Europeia, os países da Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA) – Islândia, Noruega e Suiça – e o Reino Unido, foram vendidas 292.182 unidades, menos 78,3% que em março de 2019, onde foram comercializadas 1.345.181 unidades. No acumulado, o recuo é de 39.1% (3.346.193 veículos contra 5.492.003 unidades em 2019).

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)