Volkswagen mostra como será a venda de automóveis já em 2020

By on 18 Outubro, 2018

Apoiada nos seus concessionários, a Volkswagen está a desenvolver um novo modelo de venda de veículos que vai começar em abril de 2020. Acaba de ser revelada aos 5400 concessionários e oficinas europeias e aos seus 54 mil colaboradores.

O avanço, veloz, da digitalização e as exigências de conectividade que resultam desse avanço por parte dos clientes não passou ao lado do grupo Volkswagen. Por isso mesmo e aproveitando o lançamento de uma totalmente nova gama de produtos dedicada á mobilidade elétrica, a Volkswagen vai lançar uma fortíssima ofensiva de vendas com métodos inovadores. Tudo vai começar, sem ironia, no dia 1 de abril de 2020, com o grupo VW a colocar como objetivo desta ofensiva de vendas, oferecer um apoio ao cliente sem intervalos, 24 horas por dia, sete dias por semana. Esta nova estratégia estará assente na premissa que um cliente individual da VW ID terá de ser apoiado muito para lá da compra do veículo.

Com o novo tipo de distribuição, a VW quer alcançar cinco milhões de consumidores em todo o mundo a cada ano e utilizar o seu veículo ID como uma espécie de identidade que receberá propostas de serviços personalizados para ele, individualmente. Tudo isto mantendo os 5400 concessionários e os seus 54 mil colaboradores.

Ao mesmo tempo, a Volkswagen deseja manter os veículos dos clientes atualizados através de melhorias e atualizações “over the air”, ou seja, através da nuvem e da internet sem intervenção direta da oficina ou centro de assistência. Esta tecnologia permitirá, igualmente, que o veículo esteja, sempre, em contacto com o centro de assistência que, desta forma, poderá informar o cliente sobre atualizações, necessidade de ir ao centro ou realizar uma mera operação de serviço programada.

“Desta forma, sabemos perfeitamente as necessidades dos nossos clientes e podemos desenvolver programas individualizados para cada um deles através da gestão inteligente dos dados. Isto não é nenhuma descoberta pois já é feito em outras industrias” referiu Jurgen Stackmann, responsável das vendas da marca Volkswagen, acrescentando que “este é o passo certo na altura certa. Escolhemos este caminho porque o mundo está em mudança de forma muito rápida devido às novas tecnologias, pelo que os gostos dos clientes e as suas necessidades são, agora, muito diferentes. Além disso, começam a surgir cada vez mais novos ‘players’ no mercado, muito assentes nos serviços.”

Ora, é precisamente por aqui que a Volkswagen vai investir forte na expansão do negócio online. Por isso a casa de Wolfsburg vai desenvolver uma plataforma comum na internet que será a alpondra para a relação digital com os concessionários e pontos de serviço. Será possível, assim, fazer todo o processo de compra desde a escolha á assinatura do contrato, incluindo o financiamento ou pagamento, num só lugar e ao mesmo tempo. E pela primeira vez haverá a possibilidade de fazer venda direta de um veículo.

Porém, isto não quer dizer que a Volkswagen vai abandonar os clientes mais tradicionais e os menos dados a estas coisas da digitalização. A marca alemã deseja manter o contacto com os clientes, mas através de cinco novos formatos de venda e serviços, que vão ser acrescentados às operações tradicionais. Assim, estarão previstos “Showrooms” nas cidades bem como “PopUp Stores” muito semelhantes ás que existem hoje, mas mais pequenos e com menos veículos expostos.

“Acreditamos no novo modelo de negócio pois fortalece a responsabilidade empresarial dos concessionários. Eles são fundamentais para enfrentar os desafios da digitalização e da mobilidade elétrica. A base de tudo é ter uma sólida rentabilidade na negociação” referiu Matti Porho, presidente da Associaçao Europeia de Concessionários (EDC) que representa os interesses dos concessionários VW baseados na Europa.

Deixe um comentário

Please Login to comment