Volkswagen planeia despedimentos devido ao “Dieselgate”

By on 22 Agosto, 2018

Continua bem vivo o escândalo “Dieselgate” e os estilhaços continuam a fazer vítimas. Segundo os jornais alemães “Handelsblatt” e “Bild am Sonntag”, a administração da Volkswagen está a preparar o despedimento de um grupo de engenheiros e gestores que estão implicados no “Dieselgate”.

Segundo as mesmas fontes, o anterior responsável pela pesquisa e desenvolvimento, Heinz Jakob Neusser, é um dos visados com este processo, que foi espoletado pelos procuradores de Brunswick, cidade do estado da Baixa Saxónia. Segundo eles, existe um grupo de 39 pessoas, colaboradores da VW, que, segundo as suas investigações, estão envolvidos no “Desengate”, sendo Neusser o mais conhecido e importante entre esses. Mas segundo a imprensa alemã, esta vaga de despedimentos pode não ficar por aqui.

Quanto a Neusser, suspenso desde 2015, vai enfrentar um processo nos Estados Unidos da América, pois está entre os seis executivos que foram indiciados pelo Departamento de Justiça norte americano em janeiro de 2017, num processo, naturalmente, ligado ao escândalo das emissões.

Recordamos que já este ano, o Departamento de Justiça dos EUA tinha entrado com um processo em que acusa Martin Winterkorn, ex-CEO do grupo VW, de conspiração para esconder o dolo na forma como falsearam os valores de emissões dos veículos do grupo nos testes realizados em solo norte americano.

O grupo VW declinou comentar estas notícias, alegando a sua obrigação de manter a confidencialidade sobre assuntos de colaboradores ou dos processos.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)