Volkswagen recorre ao “layout” para 80 mil colaboradores na Alemanha

By on 25 Março, 2020

O plano de reação da VW à crise do Covid-19 passa pelo “layoff” de colaboradores.

Após o fecho total das fábricas da VW na Alemanha, o gigante alemão colocou em “lay off” 80 mil colaboradores que vão ver o seu salário e o remanescente a ser pago pelo Estado e pelo empregador. Esta situação continuará, para já, até ao dia 3 de abril, mas poderá ser estendida por mais tempo. As outras marcas do grupo VW estão a tomar as mesmas medidas.

Sobre esta situação, Bernd Althusmann, membro do conselho de supervisão do grupo VW e ministro da economia do governo do estado da Baixa Saxónia, referiu que “a disrupção do Covid-19 e os seus efeitos vão muito além da crise de 2008-2009.”

A Volkswagen está também a desenhar um plano para ajudar a rede de concessionários com liquidez adicional, adiando recebimentos, estendendo prazos de pagamento de créditos e oferecendo juros mais baixos. Enquanto que na Europa, Rússia e América do Sul, tudo está fechado, na China a produção está a subir e a chegar aos níveis antes do encerramento.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)