VW preparava-se para entrar na Tesla

By on 28 Agosto, 2018

O “The Wall Street Journal” efetuou uma reportagem sobre os planos de Elon Musk para tornar a tesla privada, ou seja, retirá-la da bolsa de Nova York, reunindo, assim, mais fundos para a sua causa. E nessa reportagem, os jornalistas americanos tropeçaram em vários nomes apontados como investidores, nomeadamente, a empresa de capital de risco Silver Lake, o fundo de pensões soberano da Arábia Saudita e o grupo Volkswagen.

É verdade que Elon Musk já veio dizer que a Tesla continuará cotada em bolsa depois da ideia do visionário norte americano ter caído pela base, mas nunca se deve dar como fechada uma ideia de Musk. Até porque não há, neste momento, nenhuma indicação sobre as razões para a mudança de ideias do patrão da Tesla, embora a investigação do “The Wall Street Journal” aponte uma razão que, para quem acompanha de perto a carreira de Musk, faz todo o sentido. Segundo o órgão de comunicação social norte americano, Elon Musk não quis dar a conhecer demasiados pormenores do seu negócio e não quis abrir mão do controlo da empresa, algo que poderia perder caso a Tesla deixasse a bolsa e gigantes como a Volkswagen, entrassem no capital como investidores.

Para tornar a Tesla uma empresa privada, sem cotação na bolsa, seriam precisos 30 mil milhões de dólares e, sem surpresa face ao que tem sido a aposta na mobilidade elétrica, o grupo Volkswagen estava a preparar “comer” a maior fatia desse investimento. O que até nem seria inédito, pois a Toyota e a Daimler investiram na empresa de Musk nos primeiros anos de “start up”. Pelo meio, o patrão da Tesla terá de enfrentar mais um processo do Estado norte americano, no cado da Comissão de Valores Mobiliários (a CMVM dos americanos) por ter feito uma alusão nas redes sociais sobre a compra da Tesla por investidores privados a 430 dólares por ação, dizendo que o financiamento estava já assegurado. Porém, nem o conselho de administração da Tesla nem o regulador fizeram qualquer menção disso.

Para a Volkswagen pode ser um revés, pois a marca alemã está a ultimar tudo para lançar os produtos puramente elétricos e esta compra da Tesla seria uma forma fácil de comprar mercado, particularmente, nos EUA. Veremos se este episódio termina por aqui…

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)