Volvo XC40 T3 – Ensaio Teste

By on 10 Novembro, 2018

Volvo XC40 T3 R-Design Tech Edition

Texto: André Duarte

Moderno e Elegante

Revelado no último ano, o Volvo XC40 rapidamente saltou para a ribalta ao ser distinguido como Carro Europeu do Ano 2018, menção que também lhe foi conferida a nível nacional. Por isso é sempre com expectativa que se priva com um modelo destes. Abraçámos a versão diesel de 156 cv e fizemo-nos à estrada.

Conheça todas as versões e motorizações AQUI.


Mais:

Design Exterior e Interior / Prazer ao volante / Comportamento / Conforto

 

 

Menos:

Relação peso-potência / Escalonamento da caixa / Preço versão R-Design

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motor
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

As suas linhas são de elegância e cativam. A sua proporção passa sem parecer excessiva. A frente é imponente e transmite personalidade e a lateral sobressai pelo seu perfil, jantes de 18 polegadas e assinatura R-Design que aparece discreta nos pilares C. Por fim, e não menos interessante, temos a traseira de aspeto arredondado, com dupla saída de escape em cromado, zona de plástico no pára-choques, spoiler traseiro, símbolo discreto R-Design e as novas óticas a acompanharem os pilares C. Um SUV bonito e elegante.

Interior

O interior destaca-se sobretudo pelo design e gosto com que o habitáculo foi criado. A sensação de espaço e os confortáveis bancos são destaques imediatos. Atrás podem circular três ocupantes sem problemas. Apenas há alguma rigidez nas costas do lugar do meio, que descem e transformam-se em apoio de braços com lugar para dois copos para os restantes ocupantes. A bagageira é de 460l e estende-se até aos 1336l com os bancos traseiros rebatidos.

A versão R-Design Tech Edition acrescenta ainda mais pontos ao interior, através das decorações côncavas em alumínio Cutting Edge no painel de instrumentos e no painel superior das portas dianteiras, a par da inserção R-Design no volante.

A consola central é muito reduzida em botões, porque tudo está praticamente centralizado no ecrã central de 9 polegadas, cortesia da versão R-Design Tech Edition. Este é de extrema agradabilidade ao toque, muito funcional e repleto de funcionalidades. Entre as principais temos por exemplo a seleção da ajuda à manutenção na faixa de rodagem, assistência ao estacionamento; assistente de sinais de trânsito ou câmara traseira. Por outro lado, permite-nos também aceder às funções de conectividade e infoentretenimento: ligação  bluetooth; consumos e dados de viagem; rádio; mensagens; estado do carro; desempenho do condutor; centro de download; Apple CarPlay; Android Auto; estado do tempo; WikiLocation; Volvo ID; Yelp; Spotify.

Equipamento

Entre os principais equipamentos de série contam-se: espelho retrovisor interior anti-encandeamento manual; ponteira de escape não visível; faróis de LED MID; limitador de velocidade; cruise control; City Safety (o sistema deteta situações de perigo e trava de forma autónoma – sem intervenção do condutor – a fim de as evitar ou impedir); assistente de manutenção na faixa de rodagem; ajuda ao arranque em subida e em descida; sensor de chuva; ecrã central tátil de 9 polegadas.

A versão R-Design Tech Edition acresce cerca de 6000€ ao custo base do veículo, uma diferença que faz subir o preço em demasia, tendo em conta a motorização em causa. Destaca-se por: ar condicionado de 1 zona; CleanZone; volante em couro R-Design; painel de instrumentos digital de 12,3”; fecho centralizado com comando remoto em couro R-Design; inserções decorativas R-Design; sensores de ajuda ao estacionamento, atrás; audio high performance.

A estes junta-se um vasto rol de equipamento opcional que pode fazer subir o preço da fatura:

Entre os sistema de assistência à condução temos: sensores de ajuda ao estacionamento, atrás e à frente, 418€; espelho retrovisor interior anti-encandeamento automático 154€; espelhos retrovisores exteriores e interior anti-encandeamento 369€; aviso de presença de viaturas no ângulo morto 554€; faróis de LED High 554€; Park Assist Pilot 664€; câmara 360 graus 1015€; gancho de reboque 1162€ ou Gancho de reboque semi-elétrico 1384€.

Já para o interior: ar condicionado eletrónico de 2 zonas 246€; banco elétrico para passageiro 387€; bancos dianteiros aquecidos 320€; rebatimento elétrico dos bancos traseiros 246€; bancos traseiros aquecidos 246€; portão da bagageira elétrico 492€; tomada de 12V na bagageira 49€; teto panorâmico elétrico 1353€; vidros traseiros escurecidos 400€; volante aquecido 215€ Keyless Entry 431€; Premium Sound Audio by Harman Kardon 769€.

Consumos

Os consumos cifram-se na casa dos 7,1l litros, numa condução cumpridora, o que acaba por não ser exagerado, dado o peso de 1775 kg exigir naturalmente do bloco a gasolina de 156 cv.

Ao volante

O Volvo XC40 é um carro que transmite uma grande sensação de liberdade, leveza e segurança ao volante. Um modelo que nos dá gozo e feeling de condução. Isso sente-se e agrada desde o primeiro momento.

O bloco 1.5l a gasolina pede acelerador para uma resposta condigna, sendo acima das 3000 rpm que cada relação se sente mais confortável. O motor satisfaz na estrutura do conjunto, mas percebemos que a arquitetura do modelo é capaz de suportar um bloco que exija bem mais deste. Importante não esquecer que a versão 1.5l a gasolina constitui a proposta de entrada, existindo versões com 190 cv e 247 cv para quem ambicione mais.

Ao volante temos quatro modos de condução: Dynamic, Off-Road, Eco, Comfort. Entre estes dois últimos as diferenças não são muito evidentes. Já quando colocamos no Dynamic, percebe-se que a suspensão adota maior rigidez, há menos adorno da carroçaria em curvas e a resposta é ligeiramente mais encorpada, ainda que não difira muito. Em estrada parece que vamos sempre mais depressa do que aquilo que na realidade acontece.

A caixa manual de 6 velocidades tem um escalonamento ligeiramente longo. Ainda assim, este detalhe não penaliza o prazer ao volante. A suspensão garante-nos um conforto de nota e o chassis revela-se muito manuseável e permissivo, mesmo a excessos, sempre com uma grande noção de segurança.

O comportamento em estrada é muito equilibrado e podemos rodar em ritmos vivos sempre acompanhados de grande conforto. Apenas a direção é ligeiramente leve, mesmo no modo Dynamic.

Fizemos uma pequena incursão off-road. Este modo funciona até aos 30 km/h. A partir daí deixamos a responsabilidade para o Comfort. É com muito agrado e à-vontade que o XC40 enfrenta mau piso de terra e até cerca dos 80km/h, sem grandes ruídos no habitáculo, sendo que a partir dessa velocidade as coisas alteram-se.

Concorrentes

BMW X2 sDrive18i com 140 cv por 41.050€

(Veja o ensaio AQUI e conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Audi Q2 Sport 30 TFSI com 116 cv por 32.064€

(Veja o ensaio AQUI e conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Motor

O motor 1.5l a gasolina tem uma potência de 156 cv. O binário máximo de 265 está disponível entre as 1850 e 3850, mas é acima das 3000 rpm que a resposta é mais consistente. Dado o peso de 1775 kg, somos obrigados a recorrer à caixa em baixos regimes para melhor gerir a potência. Em médios e altos regimes a resposta é agradável. No geral, o bloco é interessante e não compromete numa utilização diária, mas dada a estrutura e peso do conjunto, uma proposta mais vigorosa ficará sempre bem, pese embora o aumento do preço na fatura.

Balanço final

O Volvo XC40 é um modelo que alia uma imagem refrescante a espaço interior e muito prazer ao volante. No fundo, o tónico ideal para agradar a todos. É sem dúvida uma boa proposta, mas acreditamos que com um motor mais sugestivo ainda nos possa fazer vibrar mais.

Ficha técnica

Motor

Tipo – gasolina, 4 cil. em linha, injeção direta, turbo, intercooler

Cilindrada (cm3) – 1477

Diâmetro x curso (mm) – 82,0 x 93,2

Taxa de compressão – 10,5:1

Potência máxima (cv/rpm) – 156/5000

Binário máximo (Nm/rpm) – 265/1850-3850

Transmissão e direcção – dianteira, transmissão manual de 6 velocidades; pinhão cremalheira com assistência elétrica

Suspensão (fr/tr) – Tipo McPherson à frente e eixo Multibraços atrás

Prestações e consumos

Aceleração 0-100 km/h (s) – 9,4s

Velocidade máxima (km/h) – 200 km/h

Consumos Extra-urb./urbano/misto (l/100 km) – 4,8/6,7/6,3

Emissões de CO2 (g/km) – 146

Dimensões e pesos

Comp./largura/altura (mm) –  4425/1863/1652

Distância entre eixos (mm) – 2702

Largura de vias (fr/tr) (mm) – 1601/1626

Travões (fr/tr) – Discos ventilados/Discos

Peso (kg) – 1775

Capacidade da bagageira (l) – 460 até 1336 (c/ bancos traseiros rebatidos)

Capacidade do depósito (l) – 54

Pneus (fr/tr) – 235/55 R18

Preço da versão ensaiada (Euros): 45105€
Preço da versão base (Euros): 3500€

Deixe um comentário

Please Login to comment